Parque Dois Irmãos/RJ é renomeado como Alfredo Sirkis em homenagem ao ambientalista e um dos fundadores do PV

03 maio 2021

O Parque Natural Penhasco Dois Irmãos no Rio de Janeiro/RJ foi batizado de Parque Municipal Natural Alfredo Sirkis, na última sexta (30). O jornalista, ambientalista e um dos fundadores do Partido Verde, morreu em um acidente de carro no ano passado.

Sirkis teve uma ligação forte com o espaço, ele foi responsável por reflorestar a área e barrar a construção de um hotel no local, junto com a arquiteta, editora e esposa, Ana Borelli. “Alfredo tinha muito orgulho do Parque. Ele dizia: ‘Gosto de fazer campanha no Leblon’, porque quando perguntavam o que ele tinha feito, respondia: ‘Eu reflorestei’, e apontava [para o Parque]”, relembra a viúva do jornalista.

O ambientalista foi responsável pela criação da Secretaria do Meio Ambiente do Rio de Janeiro/RJ, em 1992. Dentre as ações como secretário, estava a formação do Parque Natural, em 1993. “[Ele] criou uma série de áreas ambientais na cidade e uma série de parques urbanos, inclusive, esse do [Parque] Dois Irmãos. Nada mais justo do que essa homenagem da Secretaria do Meio Ambiente e da Prefeitura do Rio ao Alfredo”, explica o dirigente do PV/RJ e presidente da Fundação Parques e Jardins, Fabiano Carnevale.

A arquiteta disse que a ideia veio após jogar as cinzas do marido no espaço criado também em homenagem a Sirkis, Bosque da Amizade, no Parque Dois Irmãos. E o objetivo, é que o espaço entre no roteiro turístico da cidade, mas com uma função social, já que ao lado existe a comunidade Chácara do Céu, que usa o local como acesso. “[Ter] atividades e serviços para gerar economia para a comunidade. Melhorar o que precisa, [ter] restaurante, sinalização, segurança, horta e espaço de educação ambiental”, afirma a criadora do projeto.

O dirigente verde, reforçou a importância do reconhecimento da luta de um dos fundadores do Partido. “Para nós, do PV do Rio, que estamos voltando para gestão municipal depois de muito tempo, é imensurável. É uma homenagem mais do que justa a essa referência que nós temos”, diz.

Tanto Ana, quanto Carnevale, agradeceram a Secretaria do Meio Ambiente, gerida por Eduardo Cavalieri, e a Prefeitura do Rio de Janeiro/RJ, chefiada por Eduardo Paes, por abraçarem e aprovarem o projeto.

“Essa é a nossa missão, [para que] conheçam a história do Alfredo, um dos maiores ambientalistas do mundo. Manter o legado vivo”, finaliza Ana.

Share

ACESSIBILIDADE