Eleições 2018 – Brasil vive um ciclo conservador

10 out 2018

Partido Verde cumpre meta e vence cláusula de desempenho elegendo quatro deputados federais

As eleições 2018 tiveram características marcantes, como o alto nível de abstenção às urnas, além dos votos brancos e nulos. No total, mais de 40 milhões de pessoas ou não compareceram às urnas ou anularam o voto ou votaram em branco no Brasil. Em 2014, o número foi de 38,78 milhões. A diferença era de mais de 1,4 milhão de pessoas, ainda sem o fechamento das urnas. Segundo especialistas, o cenário de descrença nas instituições, um Congresso pessimamente avaliado pelos eleitores e os desdobramentos da Lava Jato podem ter levado a esse aumento.

O Partido Verde conseguiu eleger quatro deputados federais e, assim, atingir o objetivo da cláusula de desempenho, que prevê uma série de exigências mínimas para que os partidos tenham acesso aos recursos financeiros e à propaganda em meios de comunicação. As principais delas são: atingir 1,5% dos votos para deputados federais em nove Estados, com um mínimo de 1% dos votos em cada uma das 27 unidades da Federação.

Eleitos pelo Partido Verde

Leandre dal Ponte (PV/PR) 123.958 votos

Célio Studart (PV/CE) 208.854 votos

Enrico Misasi (PV/SP) 108.038 votos

Professor Israel (PV/DF) 67.598 votos

Nessas eleições, o PV apostou numa campanha 100% verde. Sem discursos de ódio e sem fazer a velha política tradicional de se aliar a qualquer um a qualquer custo. Foi uma campanha limpa, correta, alegre e totalmente focada nas bandeiras do ideário verde. No entanto, o momento político do país é outro. É preciso escutar os recados das urnas. Partidos mais ligados ao ideário conservador estão em alta, ampliando sua representação na Câmara Federal. Partidos progressistas como o Partido Verde vêm perdendo espaço nos últimos anos.

Neste cenário de conservadorismo o Partido Verde vai resistir muito mais para continuar defendendo as pautas verdes e de direitos humanos. O PV surgiu a partir de princípios democráticos, libertários e pacifistas e, no segundo turno, a disputa será no campo da democracia contra o autoritarismo.

O que faz um deputado federal

– propõe e altera leis;

– analisa e aprova ou rejeita medidas provisórias;

– discute problemas e soluções para o país em reuniões e audiências públicas;

– fiscaliza a administração do governo federal;

– julga contas do governo federal;

– fixa o próprio salário, o do presidente e do vice-presidente;

– investiga denúncias das CPIs;

– pode derrubar vetos do presidente;

– cobra prestação de contas do presidente e dos ministros;

– propõe emendas orçamentárias (individuais e de bancada) para destinar verbas federais;

– analisa e vota o Plano Plurianual (PPA), o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e o projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA);

– aceita ou rejeita a abertura de processo de impeachment contra o presidente da República

ASCOM FVHD

 

Share

ACESSIBILIDADE