Uma lição de respeito à diversidade.

28 mar 2012

Vereadores do PV impedem aprovação de PL que incentiva homofobia nas escolas municipais cariocas.

Para impedir a aprovação do PL1082/2011 – a lei do “bullyng” – proibição dedivulgação de campanhas educativas sobre diversidade e educação sexual nas escolas municipais, os vereadores do Partido Verde do Rio, Paulo Messina e Dr. Edison da Creatinina, deram entrada em emenda à proposta, com o objetivo de retirá-la da pauta de votação. O projeto agora deverá ser analisado por quatro comissões antes de ser novamente apreciado. Como Presidente da Comissão de Educação e Cultura da Câmara Municipal, o vereador Messina deu parecer contrário ao projeto, no entanto, na última quinta-feira (22/03), a proposta foi aprovada em primeira discussão. Agora, após conseguir o adiamento da votação, os parlamentares verdes trabalharão para derrubar o projeto

“O Partido Verde, seguindo sua história e sempre na vanguarda em defesa de seus ideais por uma sociedade livre de qualquer preconceito e intolerância, tomará um conjunto de ações para impedir o êxito do PL1082/2011. Somos radicalmente contrários à aprovação de qualquer conteúdo que verse contra o combate à intolerância, afirmou Messina.“Em meu discurso, pude reafirmar os valores do meu partido na polêmica questão da educação sobre a diversidade sexual. O Partido Verde, em seu item 09, dos 12 valores básicos fundamentais, que versa sobre a diversidade em toda sua extensão é contra toda forma de discriminação”, defendeu o líder da bancada, Dr. Edison da Creatinina.

O projeto agora será analisado pelas Comissões de Educação e Cultura, Justiça e Redação, Direitos Humanos, Direitos da Criança e do Adolescente e Administração. Durante este período, Messina pretende retomar a discussão sobre o projeto, realizando audiências públicas para discutir o tema.

 

Share

ACESSIBILIDADE